31.12.12

Bom Ano 2013!

Nunca é tarde demais para começar tudo de novo!


Haverá sempre a chance de recomeçar algo que deixámos incompleto ou restaurar aquilo que precisa de um pouco mais da nossa atenção. 


Não repetir os erros do ano velho é a melhor forma de começar o ano novo.


E só para vos dizer que... falta tão pouco para o bebé M. chegar :)


Feliz 2013 a todos os que nos seguem atentamente, partilham as suas histórias e fazem do 'Manel de Instruções' a sua passagem diária.

Beijinhos a todos da família Mateus Menezes

30.12.12

Fraldas: quantidades por tamanho e preços

Antes de mais quero-vos passar um vídeo que a Dodot partilhou nos seus canais e que é uma delícia...



E é verdade... quando nasce um bebé, nasce também uma mãe!


E antes disso, nós e os nossos companheiros gostamos de nos prevenir com fraldas, toalhitas e outras imprescindíveis coisinhas para a higiene diária do bebé.


Ora como entretanto está a chegar a feira do bebé do Continente (ainda não sei datas exactas mas normalmente é no decorrer do mês Fevereiro). Esta é uma óptima oportunidade, não só para adquirirem os acessórios de higiene imprescindíveis, mas como de outros acessórios (carrinhos, caminhas, berços, ...). Não deixem escapar porque os descontos em cartão são entre os 25-50%.
Mas, para podermos aproveitar estes descontos, podemos ter uma ideia de quantas fraldas podemos necessitar por tamanho.

Não sendo isto uma ciência exacta, aqui vão alguns cálculos já feitos e ibaseados nos tamanhos das fraldas Dodot:


Tamanho Recém nascido (2-5 Kg)


Alguns nem chegam a usar o tamanho RN, porque nascem com um peso igual ou superior à capacidade citada pelo fabricante. Mas penso que seja recomendável adquirir pelo menos 1 ou 2 pacotes para estar preparada caso seja necessário. 
  • Fraldas Etapas Plus Recém-Nascido Dodot Tam.1 26 unidadescerca de €7,99 (€0,307 por fralda)

Tamanho 2 ( 3-6 Kg)


Nos primeiros 2 meses de vida dos nossos pequeninos, as trocas de fralda são mais frequentes, sendo necessárias, em média, 8 fraldas por dia  (240 fraldas por mês do tamanho P). Apesar de existirem fraldas com alto poder de absorção, é recomendável a troca frequente para deixar a sua pele sempre limpa e sequinha. O acumular de xixi pode favorecer o surgimento de assaduras e a proliferação de fungos.
  • Fraldas Básico 3-6 kg Tam.2 Dodot 40 unidades - cerca de €5,25 ( €0,131 por fralda)
  • Fraldas Absorção 3D 3-6 kg Tam2 Dodot 40 unidades - cerca de €6,99  (€0,174 por fralda)
  • Fraldas Absorção 3D 3-6 kg Tam2 Dodot 108 unidades - cerca de 17,99 (€0,166 por fralda)

Tamanho 3 (4-10 Kg)


Por volta do 3º mês o bebé já começa a usar fraldas do tamanho M, que é ideal para crianças com mais de 5 Kg. Agora as trocas já são menos frequentes sendo necessárias cerca de 6 fraldas por dia.
  • Fraldas Básico 4-10 kg Tam3 Dodot 35 un - cerca de €5,25 (€0,15 por fralda)
  • Fraldas Básico 4-10 kg Tam3 Dodot 86 un - cerca de €12,69 (€0,147 por fralda)
  • Fraldas Absorção 3D 4-10 kg Tam3 Dodot 35 un - cerca de €6,99 (€0,199 por fralda)
  • Fraldas Absorção 3D 4-10 kg Tam3 Extra Dodot 72 un - cerca de €17,99  (€0,249 por fralda)
  • Fraldas Absorção 3D 4-10 kg Tam3 Dodot 96 un - cerca de €19,99 (€0,208 por fralda)
  • Fraldas Activity 4-10 kg Tam3 Dodot 78 un - cerca de €19,98 (€0,256 por fralda)

Tamanho 4 (9-15 Kg)


Com cerca de 9 meses, as crianças mudam novamente de tamanho e começam a usar tamanho 4. Nesta fase costumam ser usadas 5 fraldas por dia.
  • Fraldas Básico 9-15 kg Tam4 Dodot 30 un - cerca de €5,25 (€0,175 por fralda)
  • Fraldas Básico 9-15 kg Tam4 Dodot 74 un - cerca de €12,69 (€0,171 por fralda)
  • Fraldas Absorção 3D 9-15 kg Tam4 Dodot 30 un - cerca de €6,99 (€ 0,233 por fralda)
  • Fraldas Absorção 3D 9-15 kg Tam4 Dodot 92 un  cerca de €19,99 ( €0,217 por fralda)
  • Fraldas Activity 9-15 kg Tam4 Dodot 68 un - cerca de €19,98 (€0,293 por fralda)

Tamanho 5 (13-18 Kg)


Após os 18 meses, há nova troca de tamanho, mas a quantidade de fraldas usada diariamente permanece em torno de 5 unidades.
  • Fraldas Básico 13-18 kg Tam5 Dodot 25 un - cerca de €5,25 (€0,21 por fralda)
  • Fraldas Básico 13-18 kg Tam5 Dodot 62 un - cerca de €12,69 (€0,204 por fralda)
  • Fraldas Absorção 3D 13-18 kg Tam5 Dodot 25 un - cerca de €6,99 (€0,279 por fralda)
  • Fraldas Absorção 3D 15-20 kg Tam5 Extra Dodot 58 un - cerca de €17,99 ( €0,31 por fralda)
  • Fraldas Absorção 3D 13-18 kg Tam5 Dodot 78 un - cerca de €19,99 (€0256 por fralda)
  • Fraldas Activity 13-18 kg Tam5 Dodot 58 un - cerca de €19,98 (€0,344 por fralda)
Tamanho 6 (16-28 kg)


apesar de raramente serem utilizadas, existem crianças com peso acima do tabelado, sendo que, para isso existe o tamanho 6 onde cada pai adapta a quantidade de xixis que o seu filhote faz por dia, mas podemos manter as 5 unidades.
  • Fraldas 17-28 kg Tam6 Dodot 18 un - cerca de €7,69 (€0,422 por fralda)
  • Fraldas Cueca Liberty 16-22 kg Tam. 6 Dodot 32 un - cerca de €11,69 (€0,365 por fralda)


Cálculo Mensal de Fraldas:


- Recém Nascido - 1 ou 2 pacotes

- Até 2 meses - 240 fraldas por mês - total: 480 fraldas tamanho 2

- De 3 a 8 meses - 180 fraldas por mês - total: 1080 fraldas tamanho 3

- De 9 a 18 meses - 150 fraldas por mês - total: 1500 fraldas tamanho 4

- De 18 a 24 meses - 150 fraldas por mês - total: 1050 fraldas tamanho 5 (ou 6)


Esta semana coloco novidades sobre toalhitas :)

Até já

27.12.12

Brincadeiras de pais e filhos por idade

Para os pais existem muitas dúvidas e uma delas é saber quais as brincadeiras certas para ter com os filhos





Vou passar alguma informação. Atenção que não é nenhuma ciência exacta. São apenas algumas sugestões:


Até os 3 meses

O bebé começa a agitar objectos e a brincar. Sendo assim, as brincadeiras que envolvem barulhos, para que ele acompanhe e tente descobrir de onde vem o som, são as mais aconselhadas: Chocalhos e bolas macias com sons são boas opções de brinquedos.

De 4 a 5 meses

Nesta fase, os estímulos visuais são muito importantes. Brincar com objectos que brilham, ou o típico "esconder e aparecer" são boas opções.


De 6 a 8 meses

Temos de princípio que nesta altura o bebé já começa a conseguir sentar-se, o que eles já acham um divertimento tremendo. Ele continuará se interessando por brinquedos e actividades que tenham som ed evemos estimular essas brincadeiras.É aconselhável ter atenção ao espaço onde ele brinca porque já se consegue ir deslocando e a qualquer momento pode magoar-se.


De 9 meses a 1 ano

Que tal apostar em cores, barulhos, formas diferentes? Perto de 1 ano de idade, tudo é uma descoberta e vão somando, querendo o bebé levar tudo à boca. Sendo assim, nesta fase é aconselhado cuidado com peças pequenas. Uma brincadeira divertida é montar pilhas de objectos para que ele deite abaixo.


De 1 a 3 anos

Aqui, já a andar, as brincadeiras que incluam movimento são as preferidas deles. Nesta fase também vão se interessar por bonecos, pois começam a reconhecer as partes do corpo.


De 3 a 5 anos

Vão começar e adorar reconhecer tudo através do tacto. Atividades artísticas como a pintura, colagem, modelagem estão entre as mais indicadas e divertidas. Nesta fase também começam a interessar-se por brincadeiras que envolvam alguma competição, como corridas, apanhada, etc.


De 5 a 7 anos

Esta é a fase da alfabetização e devemos apostar em brincadeiras que usem letras e que associem os sons das palavras. Também há probabilidade que, nesta fase se comecem a interessar pelo desporto (em grupo ou individual).


Esperamos ter ajudado a melhorar as vossas brincadeiras

Até já :)

22.12.12

O Períneo


Então, descobrimos que estamos grávidas e começamos a pesquisar e a planear tudo ao pormenor para que o nosso bebé chegue tranquilamente. Claro que o cuidado com a saúde passa a ser prioridade e tratamos automaticamente de nos alimentarmos em condições, andar ou  praticar algum tipo de actividade física e, obviamente, trabalhar o períneo, certo? 
Errado, a importância desse grupo muscular costuma ser ignorada pela maioria das grávidas... principalmente por falta de conhecimento (uma das razões para a importância das aulas pré-parto)

gravidez-foco-barriga

O que é o períneo?


O períneo é a região localizada entre a vagina e o ânus, que sustenta todos os órgãos pélvicos. Ele é muito pressionado durante a gravidez, por conta do peso. E no parto, já que o bebé passa através dele para nascer, o períneo assume o papel de protagonista. Posto isto, penso que é razão suficiente para investir em exercícios, ao longo dos 9 meses.
Pesquisei e vi que alguns fisioterapeutas acham que o mais correcto seria que todas as mulheres fortalecessem estes músculos durante a vida inteira, independentemente da pretensão de engravidar. 
Sabiam que o sobrepeso da gravidez é apenas um dos factores de risco para disfunções do assoalho pélvico. A obesidade, prisão de ventre e atividades físicas de impacto também contribuem para minar o tônus muscular. E diz a crença popular que o parto normal deixaria a mulher mais larga na região do quadril. De fato,  o processo pode lesionar a musculatura perineal, mas algumas atitudes importantes durante a espera evitam que isso aconteça.
E que quero eu dizer com isto tudo?Que os cuidados com o períneo durante a gravidez facilitam a passagem do nosso bebé pelo canal vaginal, prevenindo a necessidade de uma episiotomia. A episiotomia começou a ser feita de forma rotineira, com o pretexto de proteger o períneo da mãe de lacerações graves e de problemas como a bexiga “caída”. Contudo, actualmente, as evidências mostram que o corte desnecessário pode favorecer infecções, fibrose, lesionar a musculatura, gerar dor durante o sexo e, no pior dos casos, levar a incontinências urinária e fecal.
Existem duas maneiras de preparar a região perineal. A primeira é o fortalecimento, realizado por meio de exercícios de Kegel, Pilates ou Ioga e que deve ser praticado durante toda a gravidez. A outra é o aumento da elasticidade, obtido com a massagem perineal, que pode ser aplicada  após a 32ª semana de gestação - ou por meio do uso de um aparelho dilatador vaginal, normalmente liberado pelo médico na 35ª semana.
Confiram algumas técnicas eficazes para fortalecer e aumentar a elasticidade dos músculos perineais:


Exercícios de Kegel

 Devem ser realizados ao longo de toda a vida e estão liberados durante a gestação inteira.
Como fazer: contraia a vagina e o ânus, como se estivesse puxando-os para dentro e para cima do seu corpo, sem usar outros músculos (como os do abdômen e das pernas) e sem prender a respiração. Mantenha a musculatura contraída o máximo que puder. Em seguida, vá relaxando, devagar.
Ao voltar à posição inicial, empurre os músculos para fora e, então relaxe.Se estiver com dificuldades de reconhecer a musculatura que deve ser contraída, faça o exercício de interromper o fluxo da urina, quando estiver no banheiro. Estes são os músculos que serão exercitados.Para que seja eficaz, devem ser feitas 3 séries de, pelo menos, 50 repetições cada, no decorrer do dia. Dá até para praticar enquanto estiver digitando no computador, sentada no carro ou a ver TV.

Massagem perineal 

Deve ser feita a partir da 32ª semana de gravidez pela ggrávida ou companheiro o que, aliás, pode ser dar muito prazer e de grande ajuda, já que o tamanho da barriga costuma atrapalhar na hora de o fazer sozinha. Como fazer: lavem bem as mãos, com água e sabão, e encontrem uma posição confortável. Passem algum óleo vegetal, preferencialmente aquecido em banho-maria. Molhe a ponta dos dedos no óleo morno e passe em toda a região do períneo, que une o ânus à vagina, lubrificando-o. Com os dedos indicador e médio abram a musculatura da vulva e deslize os dedos ao longo dela. Vão aumentando a intensidade da abertura e sinta a musculatura a ser estendida. Nos primeiros dias façam uma massagem suave com intuito de hidratar. Após os 3 primeiros dias aumentem a intensidade da abertura. O movimento é tanto de deslizamento como de expansão no sentido das laterais do corpo, como se vocês quisessem ampliar o diâmetro do espaço delimitado pelos músculos. Realizem a massagem continuamente com bastante óleo, aumentando a intensidade aos poucos e devagar.

Até já

Semanas de Gestação em Meses



Um dos assuntos mais falados durante a gravidez é: 'Semanas?! Isso é quanto em meses?'.  Nós, pais e mães, sabemos que cada semana se passa algo diferente connosco e com o nosso bebé e é, também uma forma de prever a data de nascimento.

Depois de alguma pesquisa, chegámos à seguinte conclusão:





  • de 1 a 4 semanas e meia = 1 mês de gravidez
  • de 4 semanas e meia a 9 semanas = 2 meses de gravidez
  • de 9 semanas a 13 semanas e 2 dias = 3 meses de gravidez
  • de 13 semanas e dois dias a 17 semanas e 5 dias = 4 meses de gravidez
  • de 17 semanas e 5 dias a 22 semanas e 1 dias = 5 meses de gravidez
  • de 22 semanas e 1 dia a 26 semanas e 4 dias = 6 meses de gravidez
  • de 26 semanas e 4 dias a 31 semanas = 7 meses de gravidez
  • de 31 semanas a 35 semanas meia = 8 meses de gravidez
  • de 35 semanas e meia a 40 semanas = 9 meses gravidez

Agora já podem esclarecer os amigos :)Até já


21.12.12

Primeira roupinha do M.

Aqui está ela, nosso amor pequenino, já dentro do teu saquinho :) 






Na foto não incluímos o gorrinho!

Estamos visivelmente felizes!

Até já

20.12.12

Conto de Natal


Como grandes amantes de Lego, que somos cá em casa, não poderíamos deixar de partilhar convosco este miminho.

Ora que todos os anos há um conto de Natal e, para nós, o Natal é família e união, deixamos aqui o Conto de Natal da Lego :) Poderia haver melhor combinação?







Até já


19.12.12

Cólicas? Possíveis razões e dicas para aliviar

As mamãs ficam desesperadas quando seus bebés choram compulsivamente e não há nada que os faça acalmar. Não é fome, pois ele mamou quase agora e não aceita o peito, nem fralda suja, já que acabou de tomar banho. 

Queridas mães, podem ser cólicas. Algo normal e esperado.

As cólicas são comuns desde o nascimento, principalmente depois dos 15 dias, até aos três meses de vida e normalmente ocorrem no mesmo horário. Quase nunca ocorrem em bebés com mais de 6 meses de idade.

Infelizmente é uma sensação que dói muito ao bebé, que se nota no seu choro estridente. Aparece com as  seguintes características: o bebé fica inquieto, com a carinha vermelha, faz caretas, contorce-se e encolhe as perninhas até à barriguinha.



Fui pesquisar e li que a cólica acontece por imaturidade do sistema digestivo dos nossos pequeninos. Esta imaturidade faz com que as paredes intestinais se contraiam e relaxem sem controlo e isso pode resultar em gases e levar à cólica.

O movimento do intestino também precisa de um tempo para amadurecer e coordenar.Não é cientificamente provado que a alimentação materna pode dar cólica no bebê que amamenta. Mas há muitos relatos de mães sobre isso. Fique atenta se perceber que quando come algum tipo de alimento o seu bebé tem cólicas. Se identificar algum, evite-o até os três meses de vida do seu filho. Os agressores mais comuns são laticínios, chocolate, cafeína, melão, pepino, pimentão, frutas, sumos  de citrinos e alimentos condimentados.


Como podemos aliviar as suas cólicas?


  • Podemos começar por virar o bebé com a barriga para baixo, sobre o nosso joelho. Começamos a esfregar as costas do bebé, porque pode ajudar a aliviar a pressão do estômago.
  • Um ambiente calmo e tranquilo onde alimentar o bebé é outra boa opção, de forma a que ele não se sinta tenso ou agitado. Um nota importante para qualquer situação é que, se as mães se mostrarem nervosas, os filhos sentem essa ansiedade. O ideal é mantermo-nos sempre tranquilas e transmitir-lhes segurança.
  • Se o bebé for alimentado com leite artificial, e tiver muitas cólicas, experimente mudar de marca, para ver se é essa a causa da irritação. 
  • Também pode levar o bebé a passear: o ar fresco e o ritmo dos movimentos podem acalmá-lo, fazendo com que adormeça.
  • A chucha é outra opção, já que a sucção o acalma. 
  • Nunca esquecer de meter o bebé a arrotar depois de comer, já que ajuda a aliviar a pressão acumulada quando engole ar, o que previne a formação de gases. 
  • Mas, também o amor e o carinho, através de abraços e palavras ajudam a acalmar um bebé com cólicas

Se souberem de mais alguma dica, partilhem :)
Até já

O banho dos nossos bebés!

Antes de sermos mães, este 'ritual' mete respeito: os bebés frágeis... numa bacia com água. Mas vamos olhar de outra perspectiva! Esta é a altura ideal para partilharmos momentos de carinho e brincadeiras que nos deixam ambos felizes. O desafio que se mete é tentar evitar uma birra quando, por alguma razão procuramos o gel de banho ou o champô, ou quando ele sente frio no trocador.Para nos facilitar a vida - a nós e aos pequeninos (que não vão hesitar em utilizar a sua linguagem, o choro) - dou-vos algumas dicas que, podem ser óbvias, mas nunca são demais relembrar:

  • Aqueça a casa-de-banho ou o espaço onde dará banho ao bebé - nós damos banho no nosso quarto, antes do último biberão.
  • A temperatura da água deve rondar os 37º -podem utilizar um termómetro ou então testar com o vosso cotovelo (que é igualmente uma zona sensível parecida com a pele dos bebés)


  • Preparem, antes do banhinho, todos acessórios de que irão utilizar para realizar esta tarefa, por exemplo: a toalha limpa, gel de banho, fralda, creme e a roupinha que ele utilizar depois do banho - ainda acrescento o óleo de bebé para fazer uma massagem de relaxamento (faço isto por causa da hora do banho) e soro fisiológico para limpar os olhinhos, umbiguinho e nariz.

  • Devemos efetuar a lavagem/higiene dos nossos bebés desde a cabeça até aos pés – da parte mais limpa à parte mais suja. O ideal é termos 2 esponjas, uma para cada tarefa. Não se esqueçam que não devemos passar do rabinho para a carinha :) - Por acaso não utilizo esponjas ainda. Faço tudo com as minhas mãozinhas, para o M. sentir o meu toque.

  • Devemos criar diversão e interacção: mimos, histórias ou canções são o ideal. - Se dermos banho à noite, não se esqueçam de fazer as coisas de forma mais relaxante, de forma a não excitá-lo demasiado.

  • No final, vamos pegar neles enrola-los na toalha, não devemos esfregar. Retirem bem toda a humidade do corpo: entre os dedinhos, nas pregas do rabinho e dos joelhinhos, atrás do pescoço, ... - aqui, depois de o enrolar, passo o óleo no corpinho para o bebé relaxar.


  • Limpe sempre os ouvidos com muito cuidado (apenas na superfície) e o narizinho - depois de fazer com a toalha, já no trocador, limpo estas partes com soro fisiológico e uma compressa. Não esquecer que os olhos limpam-se sempre de fora para dentro, ou seja, da parte menos suja, para a mais suja.
Como disse acima, tornem este momento num bom momento entre pais e filhos e não num 'fim-do-mundo'.
Uma dica: É natural que nos primeiros dias, ou mesmo semanas, queiram tirar muitas fotos, se sintam ansiosos pelo banho, riam-se muito. Contudo, estas ações fazem apenas com que o bebé fique mais impaciente e excitado... é que pensem bem... vocês parecem uns paparazzis e ele só quer um momento relaxante e sossegado :)


Até já

18.12.12

Acompanhamento SNS antes e durante a Gravidez

Quando queremos engravidar ou quando já estamos grávidas, algumas das dúvidas que passam pela cabeça dos futuros papás é sobre quem acompanha a nossa gestação.


Temos duas opções de acompanhamento como cidadãos portugueses:

  • Serviços Nacional de Saúde (que vamos falar neste post)
  • Serviço Privado de Saúde (falaremos noutro post)

Serviços Nacional de Saúde (info retirada da Direcção-Geral da Saúde)

Para os pais que estão a tentar engravidar existem as consultas de Planeamento Familiar


O que é uma Consulta de Planeamento Familiar?
É uma consulta que se destina a apoiar e informar os indivíduos ou casais, para que estes possam planear uma gravidez no momento mais apropriado, proporcionando-lhes a possibilidade de viverem a sua sexualidade de forma saudável e segura.
Nesta consulta é feita a avaliação do estado de saúde da mulher ou do casal, avaliando-se, se necessário, a eventual existência de riscos ou doenças para a mãe ou para o futuro bebé.
Esta é a consulta que deve procurar, se pretende evitar uma gravidez ou se, pelo contrário, sofre de infertilidade e pretende engravidar.
No âmbito desta consulta, dá-se informação sobre os métodos de contracepção, sendo fornecido gratuitamente o contraceptivo escolhido. Faz-se ainda aconselhamento sexual, bem como rastreio do cancro ginecológico e das doenças de transmissão sexual.
A consulta é gratuita. Existe nos Centros de Saúde e em alguns Hospitais e Maternidades

Como posso conhecer e controlar os riscos antes de engravidar?
Para a gravidez decorrer sem problemas e o bebé nascer saudável, ajuda muito que a mãe e o pai estejam bem de saúde antes de a gravidez começar.
O feto é mais sensível a danos entre os 17 e os 56 dias depois da fecundação (primeiras semanas da gravidez). Controlar os riscos antes de engravidar pode garantir a segurança do bebé durante este importante período de tempo.
Se está a utilizar um método para não engravidar, e quiser suspender, não o interrompa antes de falar com o seu médico.
A gravidez acima dos 35 anos pode trazer mais riscos para a mulher e para o bebé.
A partir desta idade, poderá, se o desejar, ter acesso a testes de diagnóstico pré-natal, que se realizam nas Maternidades e Serviços de Obstetrícia dos Hospitais.
Antes de engravidar, consultem o vosso médico de família

Na Gravidez e Parto, a consulta de Saúde Materna é a mais indicada

O que é?
É uma consulta de acompanhamento da gravidez e de preparação para o parto.
Nesta consulta, são feitos exames clínicos e laboratoriais regulares, que permitem avaliar o estado de saúde da mãe e do bebé, ao longo da gravidez. É também dada indicação relativamente a regras de alimentação saudável, de preparação para o aleitamento materno, bem como de hábitos a evitar.
A primeira consulta deve ser feita no seu Centro de Saúde, logo que pense estar grávida. Uma vez efectuada a primeira consulta, deve seguir as indicações quanto às consultas seguintes.
Ser-lhe-á fornecido um pequeno livro - Boletim de Saúde da Grávida - para registo da informação sobre a sua gravidez, que deve trazer sempre consigo.
Este Boletim pode também ser fornecido pelos Hospitais e Consultórios Privados.
Existem, ainda, consultas de diagnóstico pré-natal para as grávidas com mais de 35 anos ou com problemas genéticos (veja também a resposta à pergunta 4.2).

Leve o Boletim de Saúde da Grávida quando for às consultas e quando for internada para o parto. Ele contém informação muito útil, referente à sua saúde e à do bebé.
O que é necessário para ter o parto num hospital do SNS?
Basta ir ao Serviço de Urgência do Hospital ou à Maternidade da sua área de residência, para ser atendida.
Nas grandes cidades - Lisboa, Porto e Coimbra - cada Maternidade atende apenas pessoas de uma determinada área geográfica. Convém, por isso, perguntar no seu Centro de Saúde qual é o Hospital ou Maternidade que dá atendimento à área onde reside.

Tenho direito ao transporte para a Maternidade?
A grávida tem direito ao transporte gratuito de ambulância para o Hospital ou Maternidade, quando apareçam os sinais de início de trabalho de parto.
A grávida pode ser acompanhada durante o parto?
A grávida, se o desejar, poderá ser acompanhada durante o trabalho de parto pelo futuro pai ou, em sua substituição, por um familiar.
O direito de acompanhamento pode ser exercido de dia ou de noite, sem o pagamento de qualquer taxa.
Excepcionalmente, este acompanhamento pode não ser possível, nos casos em que a situação clínica da grávida o desaconselhe, ou sempre que as instalações ou o funcionamento dos serviços impeçam o direito à privacidade das outras parturientes.

As consultas e o internamento para o parto são gratuitos?
O parto hospitalar, bem como qualquer internamento por motivo de gravidez, num Hospital ou Maternidade do SNS, é gratuito. São também gratuitas todas as consultas e exames médicos efectuados durante a gravidez e nos 60 dias após o parto.

Ajudou?

Até já

Estou doente! E agora?

Basicamente, um dos maiores 'medos' de uma grávida é ficar doente. 
Eu não sou diferente e... depois de uns largos dias intensos de trabalho, de algumas correntes de ar e de estar com as protecções mais "falíveis"... eis que acordo com uma dor de garganta.

O nosso maior desafio, enquanto grávidas, é saber como curá-las, visto o recurso a medicamentos está muito limitado. Passamos, abaixo, um pequeno 'Manel de boas práticas', no que diz respeito a este tema, que deve ter em conta se está grávida e constipada ou engripada:

  • Telefonar ao vosso médico obstetra. Ele, melhor que ninguém, sabe o que é mais indicado a receitar para a vossa maleita e podemos confiar nele. Foi o que eu fiz! Às 7h45 lá estava eu a questionar o nosso Obstetra (o Dr. Fernando Cirurgião, de quem vamos falar mais à frente)
    • Ele receitou-me um Ben-u-Ron de 1gr de 8h/8h. É  fraquinho e ajuda-nos a ficar melhorzinhas :) Mas vamos tentar tomar o mínimo possível. Ainda juntei uns cházinhos com mel e descanso!
    • Prometam-me  que não tomam quaisquer medicamentos de venda livre que prometem aliviar, genericamente, sintomas de gripe e constipações, sem o conselho do seu médico. Sabem que estes medicamentos contêm um cocktail de princípios activos para um conjunto de problemas, desde corrimento nasal a tosse, passando por dores de cabeça e garganta. Alguns podem ser prejudiciais, além de desnecessários para a nossa "cura".

  • É preciso termos em conta que os medicamentos de venda livre não são livres de efeitos na gravidez. Mesmo o paracetamol, princípio activo de alguns medicamentos conhecidos para alívio das dores e para baixar a febre, não deve ser tomado de forma prolongada.
    • Estudos recentes associaram o seu consumo prolongado a problemas nos nossos bebés!

    1. A Aspirina, ou todos os medicamentos cujo princípio activo seja o ácido acetilsalicílico, deve ser evitada, pois afecta a coagulação do sangue
    2. O Brufen, ou todos os medicamentos cujo princípio activo seja o anti-inflamatório ibuprofeno, também não deve ser tomado durante a gravidez pois pode provocar malformações cardíacas no feto
    3. Medicamentos para a tosse ou dores de cabeça com codeína também devem ser evitados pelas grávidas, pelos seus efeitos teratogénicos.
    4. Em vez de descongestionantes nasais ou anti-histamínicos - que podem ter efeitos nocivos para o desenvolvimento fetal - opte pelos sprays de água do mar (vendidos em qualquer farmácia).
  • Tenham, ainda, cuidado com os produtos naturais, sejam infusões, pastilhas, suplementos. Muitos dos seus ingredientes não foram testados e o facto de serem naturais não quer dizer que não possam ter efeitos negativos na gravidez, ok?
  • Não exagerem no consumo das pastilhas para a garganta, pois contêm doses de açúcar consideráveis. Verifiquem, sempre, se não contêm substâncias desconhecidas: Zinco e vitamina C costumam fazer parte da lista e estes 2 nutrientes devem ser consumidos em dose limitada durante a gravidez (100 mg de vitamina C e 11 mg de zinco por dia, são os limites recomendados pelos especialistas).
  • Há, ainda,  medidas e remédios caseiros eficazes e seguros para tomar quando se sentir doente (quer esteja grávida ou não):
    • mel com sumo de limão (ou chá de limão com mel) em caso de dores de garganta
    • vapores de água no caso de congestionamento nasal ou sinusite (coloque uma toalha sobre a cabeça, inale o vapor da água bem quente colocada numa bacia ou lavatório
    • beber muitos líquidos
    • dieta equilibrada e rica em vitaminas, especialmente vitamina C
    • em caso de dor de cabeça, deite-se no escuro e tente dormir


Importante mesmo é descansar bastante

Se conhecerem mais formas de atenuar a dor, partilhem connosco!

Até já

15.12.12

Mala da Maternidade

É aconselhável prepará-la a partir da 30/31ª semana. Isto porque, muitas vezes, os nossos bebés resolvem fazer-nos surpresas antecipadas e chegar ao mundo mais cedo. Mas na realidade o importante é estarmos serenos em relação a este tema, fazer as coisas com calma e não estar à última da hora a preparar tudo (já bem bastam as hormonas em altas)! Às 36 semanas já temos de ter tudo preparado!

 Quando chega esta hora, deparamo-nos com imensas dúvidas, porque cada Maternidade tem a sua lista, algumas delas intermináveis e outras bem mais reduzidas. Acreditem que em nenhuma delas há coisas em falta!

Abaixo, fizemos uma listinha de coisinhas que podemos conter na nossa malinha.


·    É muito importante que mala seja pequena e prática.
·

Para uso da super mamã
  •          3 camisas de dormir, largas com botões na frente: práticas para amamentar e para irmos sendo observadas nos dias de internamento
  •          1 roupão
  •          1 par de chinelos de quarto
  •          Roupa interior (cuecas descartáveis e soutien de amamentação)
  •          Produtos de higiene pessoal
  •          Discos de proteção para os mamilos
  •          Cinta/ Faixa (perguntar ao obstetra que segue a gravidez qual a mais adequada)
  •          Secador de cabelo
  •          Objectos pessoais. ex:Livros, revistas, fotografias etc


Nota: Não é aconselhável levar objectos valiosos

Para uso do nosso bebé
  •         1 muda de roupa individualizada para quando o bebé nascer
  •         1 muda individualizada para quando o bebe tiver alta (esta deverá conter 1 gorro e 1 manta ou xaile consoante a época do ano).
  •          5/6 mudas de roupa para usar durante o internamento (de preferência de algodão, sem rendas e sem etiquetas (a roupa interior).
Cada muda deve conter:
  •          1 conjunto de roupa interior(verão: manga curta; inverno:manga comprida)
  •          1 babygrow ou conjunto cueiro/camisa
  •          1 casaco(verão: malha fina; inverno: lã)
  •          1 par de meias ou botinhas
  •          1 tesoura e uma escova macia especificas para bebe

E para o super papá

Sim, porque os papás também devem ter consigo algumas coisas que podem ser úteis ao próprio e à mulher. 
  • Snacks ou fruta: para se ir alimentando enquanto espera ou se se sentir mais fraco. Na realidade as mamãs estão a soro, mas o papás e o seu nervoso precisa de ter alguma vigia nestas alturas e é importante ter a certeza que estão bem alimentados e hidratados. 
  • Máquina fotográfica: para ir registando os melhores momentos
  • Telemóvel: não esquecer de levar a bateria
  • Entretenimento: uma revista ou um livro

Extras
  •       2 sacos de plásticos para pôr a roupa suja, um para si e outro para o bebé

·  Esperamos ter ajudado :)

   Até já

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...