14.11.17

A primeira vez na creche... eles e nós

Confesso que só chorei com a ida para a creche, no ano passado... e sim, já não era creche era pré...

O Manel entrou no colégio aos 5 meses de idade, mas a azáfama de voltar ao trabalho e ele ser uma criança super tranquila, sempre fez com que eu e ele adoptassemos essa rotina com a maior naturalidade do mundo.

Este é dos momentos mais difíceis para os Pais (com a pequena diferença que o Pai é, na generalidade, sempre mais racional que nós!!!!!)  e é a primeira vez, em 4 ou 5 meses de convivência diária e intensa, que nos separamos dos nossos filhos e normalmente são momentos de grande ansiedade.

O que fiz, por conselho externo e pelo próprio colégio, foi começar a deixar o Manel gradualmente no colégio. 2 horas de manhã num dia, 2 horas de manhã noutro dia. Noutro dia já deixava 4 horas e incluía almoço, tudo isto de forma progressiva até o dia D. Foi o melhor que fiz. Ficámos ambos preparados emocionalmente para o que aí vinha.

Manel com 9 meses - Novembro 2013

E sim, senti a sensação de abandono do meu filho a um grupo de estranhos, senti-me mal, mas caramba, ele estava tão bem!Do meu lado, sempre tentei fazer com que a entrega (a sério que usei esta palavra?!) do Manel, fosse serena e natural, tentando não criar inquietação no bebé. Ainda hoje faço isso.

Acredito que, durante todo este tempo, a reforçar e definir traços de personalidade, oferecendo-lhe segurança no meio de estranhos: “A mãe foi embora – Eu divirto-me aqui – a mãe vem buscar-me!”

Acho só importante que os bebés não nos vejam a chorar (mesmo que eles estejam num berreiro).

Manel com 4 anos e 9 meses - Novembro 2017

Nota: Apesar de não deverem chorar à frente, não se sintam fracas por chorar quando virarem costas. Chorem tudo o que precisarem! Isso também faz parte do nosso crescimento emocional nesta nova tarefa de “Mãe”.


9.11.17

Quantidade de Fraldas

Já dizia uma marca de fraldas conhecida que, quando nasce um bebé, nasce também uma Mãe (e um Pai)!

E quando eles nascem, gostamos de já ter algum stock de fraldas e toalhitas toalhitas e outras imprescindíveis coisinhas para a higiene diária do bebé.

Para quem adquire fraldas reutilizáveis não tem muito em que pensar. Confesso que na altura em que o Manel nasceu foi uma hipótese, mas depois como ele ia para a creche e não aceitavam, achei que seria um investimento sem muita utilização.

A quem opta por fraldas descartáveis, quantas é que utilizamos mais ou menos ao longo de "vida de fralda" do bebé?

Shutterstock


Não sendo isto uma ciência exacta, aqui vão alguns cálculos já feitos e baseados nos tamanhos das fraldas mais utilizados:

Tamanho Recém nascido (2-5 Kg)

Alguns bebés não chegam a usar o tamanho RN, porque nascem com um peso igual ou superior à capacidade citada pelo fabricante. Mas penso que seja recomendável adquirir pelo menos 1 ou 2 pacotes para estar preparada caso seja necessário. Vendam a seguir, se não utilizarem as mesmas.

Tamanho 2 ( 3-6 Kg)

Nos primeiros 2 meses de vida dos nossos pequeninos, as trocas de fralda são mais frequentes, sendo necessárias, em média, 8 fraldas por dia  (240 fraldas por mês do tamanho P). Apesar de existirem fraldas com alto poder de absorção, é recomendável a troca frequente para deixar a sua pele sempre limpa e sequinha. O acumular de xixi pode favorecer o surgimento de assaduras e a proliferação de fungos.


Tamanho 3 (4-10 Kg)

Por volta do 3º mês o bebé já começa a usar fraldas do tamanho M, que é ideal para crianças com mais de 5 Kg. Agora as trocas já são menos frequentes sendo necessárias cerca de 6 fraldas por dia.


Tamanho 4 (9-15 Kg)

Com cerca de 9 meses, as crianças mudam novamente de tamanho e começam a usar tamanho 4. Nesta fase costumam ser usadas 5 fraldas por dia.


Tamanho 5 (13-18 Kg)

Após os 18 meses, há nova troca de tamanho, mas a quantidade de fraldas usada diariamente permanece em torno de 5 unidades.


Tamanho 6 (16-28 kg)

Apesar de raramente serem utilizadas, existem crianças com peso acima do tabelado, sendo que, para isso existe o tamanho 6 onde cada pai adapta a quantidade de xixis que o seu filhote faz por dia, mas podemos manter as 5 unidades.

Shutterstock

Cálculo Mensal de Fraldas:


  • Recém Nascido - 1 ou 2 pacotes
  • Até 2 meses - 240 fraldas por mês - total: 480 fraldas tamanho 2
  • De 3 a 8 meses - 180 fraldas por mês - total: 1080 fraldas tamanho 3
  • De 9 a 18 meses - 150 fraldas por mês - total: 1500 fraldas tamanho 4
  • De 18 a 24 meses - 150 fraldas por mês - total: 1050 fraldas tamanho 5 (ou 6)


Espero que ajude!

beijinhos a todos :)

8.11.17

365 dias sem Chucha

Faz hoje 1 ano que o Manel combinou comigo entregar as chuchas ao Pai Natal.

Eu disse-lhe que o Pai Natal ia lá a casa buscar as chuchas para levar aos bebés pequeninos!

Sugeri deixarmos bolachinhas porque o Pai Natal iria chegar cheio de fome e o Manel quis acrescentar o iogurte preferido dele 😍



Depois o Manel foi dormir e eu arrumei as bolachas e comi o iogurte. As chuchas foram para o meu armário (ainda lá estão) e deixei um presente como se fosse o Pai Natal a agradecer o bom gesto do Manel.

Deixei, ainda, o sino como "sinal de esquecimento" do velhote barbudo.


Fiz um video na manhã seguinte com a reação do Manel. Amanhã vou postá-lo.

Até hoje nunca mais me pediu a chucha. E aí em casa, como foi a experiência?

25.10.17

Transporte de Crianças em Automóvel

Olá a todos!!

estou prestes a mudar a cadeira automóvel do Manel e as dúvidas são imensas.

Fui à loja, mas as explicações da senhora, não me pareceram as correctas. Fiz o que devia ter feito em primeiro lugar. Fui-me informar sobre o "que diz a Lei" sobre o Transporte de Crianças em Automóvel.

De acordo com o artigo 55º do Código da Estrada, para transporte de crianças com menos de 12 anos e 135 cm de altura, num automóvel, é necessário utilizar um sistema homologado que as vá proteger e que se adapte às suas necessidades. Até aqui parece que todos já temos essa informação e que, contorná-la, pode revelar-se bastante perigoso para a criança.

A minha dúvida passava muito pelo facto de não entender se passava já para o banco elevatório (não me parecia razoável) ou se utilizava uma cadeira 2+3.

Uma pesquisa mais a fundo e percebo que o banco elevatório pode ser utilizado, por norma, a partir dos 7 anos de idade, de modo a que o cinto de segurança possa ser utilizado corretamente sem criar problemas no caso de haver um acidente. Atenção deve apenas ser utilizado quando o automóvel possui encosto para a cabeça, senão o pescoço da criança ficará desprotegido, ok?


imagem e marca exemplificativas


O banco elevatório insere-se nos sistemas de retenção do Grupo 3 , de acordo com o Regulamento de Utilização de Acessórios de Segurança, que devem ser utilizados para crianças entre os 22 e os 36kg. 

O Banco elevatório deve ser usado até a criança ter, pelo menos, 150 cm de altura ou 12 anos.

Sendo assim, vou optar por comprar uma cadeira com encosto de cabeça (também inserido no Grupo 3).


imagem e marca exemplificativas


Partilho, ainda,  uma imagem da PSP, para ajudar em quaisquer dúvidas que existam.




1.8.17

Piqueniques » O que levar?!

Para quem tem miúdos (e não só!!) os Piqueniques são uma óptima forma de passar agradáveis e divertidos momentos entre amigos e família.

Não só para estender a toalha e comer, mas também para apanhar ar puro, descansar, os miúdos brincarem livremente.

Imagem PinneValley Community

Todos gostamos mas... e ideias de coisas para levar?!

Descartáveis e outros itens:
  • Toalhas ou mantas
  • Talheres e copos descartáveis (nada de vidro)
  • Mesa (se acharem necessário)
  • Guardanapos
  • Caixa ou bolsa térmica
  • Uma faca dará sempre jeito
  • Repelente para insetos
  • Protetor solar 
  • Saco de lixo para recolher o lixo ao final (dos maiores esquecimentos)
  • Cesta ou carrinho de compras para levar tudo
Imagem Waitrose

Comidas & Bebidas

A quantidade de comida depende do número de convidados. Vamos pensar em ter um mínino de 2 opções de bebidas e 3 opções de salgados.

Piquenique para/com Crianças:
  • Água Mineral + Águas Aromatizadas (pepino, frutos vermelhos...)
  • Sumos naturais - de laranja, melância, limão... (tentem levar um saco de gelo para conservar as bebidas
  • Frutas da época: Morangos, melância, meloa, uvas (tudo já preparado a consumir).
  • Sandes mistas 
  • Quiche de queijo e fiambre (juntem tomates cherry)
  • Salgadinhos (croquetes e rissóis)
  • Batatas fritas de pacote/Batata Doce no forno com azeite e especiarias (as minhas preferidas)

Piquenique para Adultos (juntando aos ítens acima):
  • Tábua de frios (queijos, presunto, mortadela, ..)
  • Salada de feijão frade e atum
  • Empadas
  • Quiches de frango/cogumelos/espinafres
  • Vinho verde + Cerveja mini (um saca caricas pode dar jeito)

Deixo ainda a nota que se tem tornado tendência fazer piqueniques para comemorar ocasiões especiais. Seja em aniversários, babyshowers ou outro tipo de comemorações.

Mil beijos e bons Piqueniques :)

9.6.17

Vamos apanhar Sol, mas vamos (sempre) protegidos!!

Desde que sou pequena que me lembro de usar a mesma marca de protetores solares.

Fui crescendo e nunca mudei por saber que era uma marca de confiança, mas foi apartir do momento em que fui Mãe, que comecei a olhar para todos os rótulos, composições, ...!

Isto porque adoro praia, o Manel precisa muito de ir com frequência para ter uns Invernos descansados e é imprescindível que estejamos protegidos em momentos de exposição ao sol. Mas isto também é válido para o colégio (quando estão no recreio), quando vamos passear, etc.

A escolha da minha Mãe e a minha escolha é a Ambré Solaire.



E ainda, saber que a Ambre Solaire anda de Mãos dadas com a Liga Portuguesa Contra o Cancro, sensibilizando  para os danos provocados pelo sol, promocendo uma exposição solar correta e saudável, deixa-me bastante consciente da importância de utilizar um bom e indicado protector solar.

Já sabem as regras de ouro para estar, de uma forma consciente, ao sol?



A Gama para Crianças é testada sob controlo pediátrico, pois as crianças precisam de um protetor que se adapte às suas brincadeiras, entradas e saídas constantes da água, etc. Acima de tudo, para nós pais e educadores, são bastante fáceis de aplicar e até podemos tornar estes momentos bastante divertidos.

Para o Manel utilizo o Spray Sensitive Advanced, mas a Gama para crianças é muito extensa e podem variar entre várias embalagens e propósitos:



Apesar de utilizar o mesmo protetor que o Manel nas primeiras vezes que vou à praia, assim que posso, mudo para a Gama Protecção e Bronzeado. Juntamente a isto, coloco sempre uma protecção para o rosto. Abaixo o que utilizo:




Depois do banho, em casa, não me esqueço do After Sun, de forma a manter a pele sempre muito hidratada. Não esquecer também de ingerir mais líquidos (àgua é o ideal), durante os dias de maior exposição ao sol.


Muita gente vai aproveitar este fim-de-semana e os feriados (em Lisboa também é feriado dia 13) para ir passear, ir à praia e à piscina e, acima de tudo, protejam-se e protejam a vossa família.
Estejam conscientes dos (maus) resultados de uma exposição incorrecta ao sol e como isso nos pode afectar no futuro.




1.6.17

Este post é solidário e traz Passatempo

Se há coisas que me deixam mais atentas desde que fui Mãe, foi o facto de proteger mais a pele deste sol e dos seus raios UV.

Se antes era uma maior preocupação com o Manel, rapidamente eu também fiquei com algumas ressalvas e podem crer que cá em casa não faltam os bons cremes (e acessíveis a todas as carteiras). Desta forma sei que nos estamos a prevenir do presente e do futuro.

Mas, como disse no título, este post traz bónus (Viva!!!) e a Ambre Solaire elaborou a magnífica Campanha Heróis do Sol Saudável, que quero partilhar convosco.




A ideia do Passatempo é juntar milhares de heróis e doar 25.000€ à Liga Portuguesa Contra o Cancro.

A mecânica do passatempo é:
  • Na Tab da página de facebook Garnier, fazer Upload fotografia (de criança(s) ou em família +  partilha no Facebook
  • Finalistas: 5 finalistas por quinzena seleccionados pelo público em geral
  • Vencedores: 3 vencedores entre os 20 finalistas, seleccionados pelo júri Garnier

O passatempo decorre entre 5 junho– 31 julho (8 semanas)

E os magníficos Prémios são:

  • 1º lugar – 2 vouchers check-in Pestana + 5 bilhetes Kidzania + 5 bilhetes Aquashow + cabaz de produtos Garnier Ambre Solaire
  •  2º lugar – 2 noites no Hotel Aquashow + 5 bilhetes Kidzania + 5 bilhetes Aquashow + cabaz de produtos Garnier Ambre Solaire
  • 3º lugar –5 bilhetes Kidzania + 5 bilhetes Aquashow + cabaz de produtos Garnier Ambre Solaire

Os 20 finalistas ganham um cabaz de produtos Garnier Ambre Solaire

Já está! Que máximo!!!!

27.2.17

Porque é que a febre piora de noite?

Parece ser a pergunta para um milhão de dólares, mas na realidade a sua explicação é bem mais simples do que pensamos.

Ainda agora numa destas noites, a febre do Manel subiu em flecha e fez-me pensar qual a explicação, se durante o dia esteve tao bem.



Fui pesquisar e fui perguntar.

Segundo os especialistas, é bastante natural que a temperatura da criança vá variando ao longo do dia e que suba do final da tarde e durante a noite. Isto porque, como fica mais frio, o corpo tenta compesar a descida do ambiente, elevando a sua temperatura. Este "fenómeno" é mais evidente se estivermos perante um caso febril.

Do lado dos pais, esses seres que panicam muito (eu incluída) e que querem logo correr com os miúdos para o Hospital, o ideal é perceber que a criança pode não estar a piorar e estramos perante um situação normal. O importante aqui será não sobreaquecer a criança, ou seja, não é deixa-los destapados, é apenas não estarem cheios de roupa durante estes acontecimentos. Podem, ainda, utilizar uma toalha humedecida em água tépida de forma a ir arrefecendo o corpo, mas apenas na fase em que a temperatura está a descer naturalmente, evitando o desconforto.

O que é febre e o que não é?
imagem retirada daqui
Normalmente, só ao 3º dia de febre, se deve ir ao hospital mas, acima de tudo, tentem verificar junto do pediatra ou da saúde24, qual a melhor decisão a tomar. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...