16.5.13

Cólicas - Esta aventura que parece nunca mais terminar

Como já falei aquia cólica acontece por imaturidade do sistema digestivo dos nossos pequeninos. Esta imaturidade faz com que as paredes intestinais se contraiam e relaxem sem controlo e isso pode resultar em gases e levar à cólica.






O Manel teve, como a maior parte dos bebés a sua bela dose de cólicas.

Para além do Colimil (10 minuts antes da refeição 2x/dia) e Infacol (antes de todas as restantes refeições e, apesar de ser um produto inglês vende-se na farmácia Lusitana, na Av. de Roma), fiz-lhe imensas massagens para o aliviar e ajudar os malditos punzinhos:


  • a mamã tem de estar muito calma. Se estiver nervosa, à dor da cólica que o vosso bebé tem, juntar-se-á choro de nervos também.
  • massagem na barriguinha com óleo de amêndoas doces ou óleo bebé, no sentido dos ponteiros do relógio, nas mudas da fralda ou depois do banho, quando o bebé está mais relaxado
  • colocar de barriga virada para baixo nos meus braços 
  • podem tentar mudar o leite
  • Outra coisa que reparei foi que, depois do leitinho, sentado-o no meu colo ele conseguia libertar melhor os gases e até começou a fazer melhor cocó
  • muito colinho, amor e carinho :)


Obviamente que, muitas vezes, a cânula do bebégel salvava o dia na libertação dos punzinhos acumulados, provocando um grande alívio no bebé.


Não se esqueçam que a situação também melhora ao longo do tempo, quando o bebé começa a mexer mais as perninhas e o seu sistema digestivo se começa a compor.


Aqui por casa já não há cólicas. Contudo, confesso, ainda dou um colimil todas as noites ao M., antes de cada refeição e ele solta muitosssss punzinhos.



A boa notícia é: as cólicas têm fim :)



Até já,



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...