1.10.13

O terrível 'pano'!

Olá queridas!


É oficial e eu vou confessar... com a gravidez apareceram-me umas manchas no rosto bastante chatas... as quais tenho de esconder com base para não acharem que ando aqui com o buço por fazer :(


Estas (terríveis) manchas na pele, conhecidas também como melasma/pano, é um distúrbio pigmentar da pele caracterizada por manchas escuras na pele. O melasma é causado por vários factores, com destaque para características genéticas, alterações hormonais, tais como gravidez.


O melasma geralmente melhora no inverno e agrava no verão. Há reincidência decorrendo exposição solar.


Normalmente aparece nas mulheres, mas também pode ocorrer nos homens. Além dos factores hormonais e da exposição solar, a  tendência genética e características raciais também influenciam o surgimento do  melasma/pano. A profundidade em que se localiza o pigmento na pele determina o tipo de melasma, que pode ser epidérmico (mais superficial e que responde melhor ao tratamento), dérmico (mais profundo e de tratamento mais difícil) ou misto. Para evitar o melasma, as mulheres não devem expor-se ao sol sem protecção solar durante a gravidez ou uso de anticoncepcionais hormonais.


O pano pode desaparecer espontaneamente depois da gravidez, não exigindo, às vezes, nenhum tipo de tratamento. No entanto, o tratamento acelera o seu desaparecimento. Após a melhora, a protecção solar deve ser mantida para evitar o retorno das manchas, que ocorre com bastante frequência.

Como se trata o melasma?


Métodos inibidores da produção de melanina.


Em primeira instância, devemos ter em conta a importância da protecção em relação à radiação solar. Para o tratamento do melasma é fundamental o uso de protectores solares potentes sempre que houver exposição da pele ao sol.


Deve dar-se preferência aos que contenham filtros físicos, que bloqueiam a passagem da radiação UV, como o dióxido de titânio. Isto porque actuam na inibição da actividade dos melanócitos.


Está comprovado que a radiação solar induz a melanogenese, aumentando o número total de melanócitos, melanossomas e melanina, o que induz ao escurecimento dessa área pigmentada mais do que o normal devido a hiperatividade do melanócito local.


Outros factores que devem ser tidos em consideração são o uso de fármacos fotosensibilizantes e o uso de anticoncepcionais, uma vez que há associação directa entre o estrogénio e a progesterona com o melasma.


Em tratamento do melasma, podemos ainda inibir a síntese de melanina através do uso de produtos tópicos que contenham Ácido Kojico, Ácido Mandélico e Vitamina C, que são muito eficazes.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...