12.11.13

Teste de APGAR

Teste de APGAR avalia o nível de adaptação do bebé à vida fora do útero. Logo após o nascimento, o pediatra pesa e mede o seu bebé e procede ao Teste (ou Escala) de APGAR que serve para avaliar as condições de vitalidade do recém nascido, ou seja, o seu nível de adaptação à vida extra uterina.







1. O que é?

Teste de APGAR consiste na avaliação de cinco sinais vitais do recém-nascido no primeiro minuto (que permite determinar o grau de tolerância do bebé ao parto), no quinto minuto (que permite avaliar o grau de adaptação do bebé à vida extra uterina) e no décimo minuto após o nascimento, atribuindo-se a cada um dos sinais uma pontuação de 0 a 2 de acordo com a condição observada.


2. Porque é realizado?

Porque é um método simples que permite determinar se o recém-nascido precisa de ajuda para respirar ou se está com algum problema no coração.
O exame é realizado pelo médico ou pelo enfermeiro na sala de parto, logo após o nascimento do bebé, e avalia os seguintes aspetos:


3. Como é realizado?

  • Frequência cardíaca
  • Respiração
  • Tónus muscular
  • Reflexos
  • Cor da Pele

4. Classificação e resultados




  • Resultados normais: quanto maior a pontuação do exame, melhor estará o recém nascido. A pontuação de sete, oito ou nove é normal e é sinal de que o recém-nascido está em perfeitas condições de saúde. Uma pontuação de dez, especialmente ao primeiro minuto, é muito incomum, já que quase todos os recém-nascidos perdem um ponto devido às mãos e pés azuis, característica usual após o nascimento

  •  
  • Resultados anormais: um índice inferior a sete é um sinal de que o recém nascido precisa de atenção médica. Quanto menor a pontuação, mais ajuda precisa para se ajustar à vida extra uterina. Uma pontuação inferior pode ter como causa:

» Um parto com complicações


» Uma cesariana (provocada por complicações no parto ou por observação de sinais de sofrimento do bebé)


» Presença de fluído nas vias respiratórias do recém nascido


Um recém nascido com um índice de APGAR baixo necessita de auxílio para respirar de modo a que o ritmo cardíaco regularize para valores considerados normais.



5. Consequências para a vida futura do bebé

Por norma, uma pontuação baixa no primeiro minuto evolui para uma pontuação normal aos cinco minutos. Uma pontuação baixa não significa que o bebé  vá ter problemas de saúde após o nascimento ou no futuro. Se tem dúvidas, fale com o seu médico e pergunte tudo o que precisa de saber para se sentir esclarecida.


in http://www.maemequer.pt/


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...